Academia pública inclusiva. Equipamentos híbridos projetados para atender a todos.

Man climbs CN Tower steps in wheelchair

Escrito por Ricardo Shimosakai

20 de outubro de 2021

Academia pública inclusiva. A prática de atividades físicas é algo importante a todos, pois ajuda a manter a saúde, ganhar força e equilíbrio, características especialmente importantes para pessoas com deficiência física. Existem aparelhos que nos ajudam a trabalhar melhor os músculos do corpo, e locais especialmente preparados são conhecidos como academias de musculação.

Porém, não são todas as pessoas que têm condições de pagar as mensalidades de uma academia, então disponibilizar equipamentos de musculação em áreas públicas, é uma iniciativa social de muita importância. Mas quando se fala em locais públicos, estes devem atender a todos os tipos de pessoa, por isso é fundamental pensar na inclusão por meio da acessibilidade.

A academia pública é como se fosse um parquinho, só que pra gente grande, pois as estruturas são bastante parecidas, inclusive várias empresas que fabricam equipamentos de playground infantil, também fabricam equipamentos públicos de musculação.

Geralmente são feitos de ferro resistente e com uma pintura especial para resistir às ações da natureza, pois grande parte deles fica à céu aberto. Diferente dos equipamentos em academias particulares, que tem vários pesos adicionais para personalizar a carga de força, nos equipamentos públicos não há essa opção, ficando sempre com a mesma carga de força, por isso a evolução dos exercícios se dá no aumento da repetição deles.

Academia pública inclusiva. Ricardo Shimosakai está sentado em sua cadeira de rodas, de frente para um aparelho, pedalando com os braços. O espaço tem piso cimentado, rodeado de grama e árvores.

A indústria que fabrica esse os equipamentos convencionais, não se preocupa com a acessibilidade, por isso um usuário de cadeira de rodas, geralmente precisa fazer algumas adaptações para poder utilizá-los. Alguns até conseguem fazer transferência para o banco do equipamento, mas outros não podem por questões de saúde, onde ficar sentado em um assento mais rígido, ainda mais colocando pressão, pode causar sérias feridas.

Na academia pública inclusiva, os aparelhos que possuem um assento, também tem a possibilidade de dobrá-los para poder oferecer espaço para aproximação da cadeira de rodas, assim o usuário pode praticar o exercício sem precisar sair dela, com conforto e segurança. O local de registros deste artigo é a Pedreira do Chapadão em Campinas, no estado de São Paulo, e este espaço é chamado de academia híbrida, pois os equipamentos permitem o uso por pessoas com deficiência ou não.

O exercício físico é fundamental para a saúde de qualquer pessoa. Pessoas com deficiência que não praticam atividades físicas regularmente, correm o risco de atrofiamento de membros, perda de funções motoras, enfraquecimento muscular e diminuição da imunidade. A força, resistência e equilíbrio que você ganha fazendo exercícios, refletem na sua vida, então o seu desempenho para tocar a cadeira de rodas ou andar de muletas, será muito maior, e conseguirá fazer muito mais coisas, em menor tempo e de maneira autônoma, sem depender de terceiros. Também pratique esporte, pois traz inúmeros benefícios além da academia. E não arranje desculpas que não tem tempo, pois todos, por mais ocupados que sejam, tem 10 minutos todos os dias para se exercitar, e existem exercícios gratuitos, onde o único investimento ´necessário é a sua própria vontade.

Compartilhe acessibilidade

Ajude outras pessoas a se manterem atualizadas com nosso conteúdo voltado para a acessibilidade

Você pode gostar……

Seus comentários são bem-vindos!

0 comentários

Enviar um comentário

" });