Desafio da interação inclusiva. Como não deixar ninguém de fora numa atividade participativa?

Man climbs CN Tower steps in wheelchair

Escrito por Ricardo Shimosakai

25 de agosto de 2021

Desafio da interação inclusiva. Existem propostas de exposições ou atividades, onde a graça é ter a participação do público. A interação pode vir de diferentes maneiras, seja em movimentos do corpo, falar palavras ou visualizar imagens, mas a criatividade na arte não tem limite. E para contextualizar a acessibilidade, principalmente em propostas artísticas, devemos pensar que o artista é livre para criar o que quiser, e a acessibilidade aplicada em uma arte, deve ser espontânea. A acessibilidade é uma adaptação da arte, depois que ela estiver concluída, para que todos possam apreciá-la.

Um exemplo de arte interativa, é a instalação im.fusion que estava no Museu da Imagem e do Som em São Paulo, mas já passou por outras cidades. Ela acontece dentro de uma sala escura, onde são projetados vídeos em movimento animais e plantas, e até mesmo da vida microscópica como moléculas. A projeção é feita em todas as paredes e no chão, e em dois lados a parede é feita de espelhos, dando uma sensação de um espaço muito mais grandioso para multiplicar as sensações. Equipamentos tecnológicos, captam através de sensores, o movimento dos participantes, e daí as figuras magicamente reagem de diferentes formas à esses estímulos. Por exemplo, numa das cenas, peixes projetados num lago no chão, desviavam da minha cadeira de rodas enquanto eu andava.

Para os surdos, na sala de espera tinha uma televisão com um intérprete de Libras dando informações sobre a exposição e como o visitante deve se comportar dentro dela. Além disso, no rodapé também havia legendas no mesmo contexto dessa explicação.

O interior é totalmente livre sem nenhum obstáculo, o piso é plano e liso, a porta de entrada é larga, então pessoas com deficiência física não terão nenhum problema. Somente deve ter atenção aos espelhos, pois uma batida da muleta ou cadeira de rodas nessa parede, pode causar grandes estragos.

Pessoas com deficiência intelectual, dependendo do caso, devem tomar cuidado. Há pessoas com o Transtorno do Espectro Autista (TEA) que ficam agitadas e perturbadas com estímulos visuais diferentes e cores vibrantes, então isso pode não ser agradável. Mas essas pessoas podem ter níveis de incômodo diferentes, então são casos muito pessoais.

O grande desafio fica para pessoas com deficiência visual, principalmente aquelas que não enxergam nada. Como a instalação é praticamente totalmente visual, apesar de tocar uma música ambiente, a compreensão do que acontece lá dentro é muito difícil. É possível fazer uma descrição prévia sobre as imagens e cenas que aparecem nesse período, mas será algo genérico, pois como as imagens variam de acordo com o movimento das pessoas, só seria possível ter uma descrição real e específica, com uma pessoa acompanhando e fazendo uma audiodescrição ao vivo.

Muitos podem ficar em dúvida, da graça que tem uma pessoa cega em uma atividade predominantemente visual. É claro que fazer uma comparação, a percepção de perdas é muito grande, porém pessoas com deficiência maduras, sabem tirar proveito daquilo que está ao alcance delas. Geralmente essas pessoas fazem suas visitas acompanhadas, mas caso esteja sozinha, um funcionário pode assumir a proposta de audiodescrever a experiência, mesmo que não esteja totalmente capacitada para isso. Ouvir o som ambiente, e até mesmo os gritos de alegria das crianças, também colocam a pessoa em outro clima. Mas acredito que todas as pessoas que trabalham com arte, deveriam passar por um treinamento para atender, não somente pessoas cegas, mas todos os tipos de deficiência.

A diversidade tem uma ligação muito forte com a arte, pois como eu disse no começo, a arte precisa ser livre e sem barreiras. Então conseguir perceber a diversidade humana, os diferentes modos de lidar com ela, com certeza também irá ajudar a abrir a mente para apreciar a arte de diferentes ângulos, o que também comprovadamente ajuda muito no campo profissional e pessoal.

Compartilhe acessibilidade

Ajude outras pessoas a se manterem atualizadas com nosso conteúdo voltado para a acessibilidade

Você pode gostar……

Seus comentários são bem-vindos!

0 comentários

Enviar um comentário

" });