Limitadores de estacionamento. A limitação do carro não pode limitar o pedestre.

Man climbs CN Tower steps in wheelchair

Escrito por Ricardo Shimosakai

7 de julho de 2021

Limitadores de estacionamento. A acessibilidade nos estacionamentos para automóveis é composta por vários itens, e alguns deles não aparecem de forma tão clara nas leis e normas. Geralmente, as instruções falam mais da questão do espaço e sinalização, mas dependendo do local, alguns outros itens podem surgir. É claro que a norma fala em rota de acesso e livre circulação, mas às vezes quando a pessoa está interessada em saber especificamente da vaga de estacionamento, essas outras orientações acabam se perdendo.

Muitos problemas de acessibilidade eu encontro na vivência do cotidiano, nos lugares por onde ando, e pelas experiências que eu passo. Então vivo a acessibilidade na prática, o que eu passei a chamar de Acessibilidade Funcional.

Eu me deparei com uma situação, onde percebi uma falha na acessibilidade no espaço de estacionamento em frente à uma lavanderia. Essa descrição da situação poderia ocorrer em vários outros lugares, então o objetivo é entender a problemática da situação e a forma correta de como deveria ser feito.

É um estabelecimento comercial de rua, onde a parte frontal e a largura total foi destinada para estacionamento dos clientes, onde cabem 3 carros, num espaço justo. A loja, quando a porta de ferro sanfonada está suspensa, tem uma ampla proteção e porta de vidro. Para limitar o avanço dos carros, foram colocados no final de cada vaga, barras de ferro limitadoras, para que o carro não consiga avançar, pois senão poderia quebrar a parte de vidro. Veja na foto abaixo, uma visão panorâmica do estabelecimento, para ter uma idéia da disposição dos itens citados.

Limitadores de estacionamento. Ricardo Shimosakai está sentado em sua cadeira de rodas, em frente à entrada de uma loja, apontando para canos amarelos limitadores de estacionamento

O problema é que esses limitadores de estacionamento, foram colocadas muito próximas uma da outra, sobrando um espaço para passagem muito pequeno, onde nenhuma cadeira de rodas conseguiria passar, e até mesmo cria dificuldade para pessoas que utilizam muletas, bengalas e outras pessoas com mobilidade reduzida.

Pessoas que andam e não possui nenhuma dificuldade de locomoção, conseguem facilmente ultrapassar esse obstáculo passando por cima, e foi somente esse público que foi levado em consideração.

Outro problema, é que no espaço disponível, as 3 vagas de estacionamento, se estiverem ocupadas, também irão impedir a passagem de um usuário de cadeira de rodas e até mesmo alguém com um carrinho de bebê. E nem é preciso que todas as vagas estejam ocupadas, pois a combinação entre esses limitadores e as vagas disponíveis criaram uma série de obstáculos.

Se todas as vagas estiverem ocupadas, o espaço de passagem entre os carros será muito estreito. Isso na verdade é desconfortável até para as pessoas entrarem e saírem do carro, e quase impossível para uma pessoa grávida que precisa de uma abertura maior da porta do carro.

Limitadores de estacionamento. Vista ampliada do estabelecimento comercial, onde é possível visualizar toda a fachada, com a calçada, espalho de estacionamento, limitadores de estacionamento, porta e inclusive os vizinhos
Como a porta de vidro está na parte central, se algum carro estacional na vaga do meio, também não dará espaço de passagem, mesmo que não haja nenhum carro nas vagas laterais. Isso porque os limitadores de estacionamento estão muito perto da porta de vidro, e isso impede uma passagem lateral. Na foto acima, uma visão mais aproximada dos limitadores e o espaçamento entre eles e a porta do estabelecimento aberta.

A melhor solução, é deixar uma faixa livre no meio, que seria uma passagem sem obstáculos para o pedestre. Esse tipo de comércio não tem um grande fluxo de clientes ao mesmo tempo, então duas vagas de estacionamento já seriam suficientes. Nas vagas de estacionamento laterais, os limitadores de estacionamento poderiam permanecer, para cumprir a função de proteção da parte de vidro, e não atrapalhariam a acessibilidade. A solução é muito simples, somente retirando o limitador central, e pintando o chão para informar ao cliente onde é permitido estacionar.

Compartilhe acessibilidade

Ajude outras pessoas a se manterem atualizadas com nosso conteúdo voltado para a acessibilidade

Você pode gostar……

Seus comentários são bem-vindos!

0 comentários

Enviar um comentário

" });